Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cultura > Artes visuais: Energisa lança edital de ocupação

Notícias

Artes visuais: Energisa lança edital de ocupação

Amanhã começam as inscrições de propostas para exposições em 2022 e 2023 na Usina Cultural, em João Pessoa

por publicado: 30/06/2022 08h36 última modificação: 30/06/2022 08h36
Foto: Usina Energisa/Divulgação

Foto: Usina Energisa/Divulgação

Será lançado amanhã o projeto Ocupação Usina de Artes Visuais 2022-2023, que visa selecionar e convidar artistas da Paraíba (naturais e radicados) para integrar exposições individuais ou coletivas na galeria de arte da Usina Energisa, em João Pessoa, nos anos de 2022 e 2023.

Serão selecionadas propostas para compor 14 exposições – coletivas ou individuais – na galeria de arte ao longo de dois anos. Cada artista ou coletivo selecionado receberá um apoio financeiro para a produção da exposição no valor bruto de R$ 3 mil. Aprovado pelo Ministério do Turismo, Secretaria Especial de Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), conta com o patrocínio da Energisa Paraíba.

“Este tipo de projeto de ocupação, aberto aos artistas paraibanos, ou radicados na Paraíba, tem sido um dos meios mais eficazes e democráticos de manter uma programação permanente de exposições na galeria de arte da Usina”, enfatiza Dyógenes Chaves, coordenador do projeto. “Assim, os artistas e suas propostas são selecionados a partir de portfólio e funcionam como estímulo à produção local e objetivando revelar, ao mesmo tempo, reflexões sobre a produção contemporânea, novas diretrizes para políticas públicas na área e apoio aos novos artistas visuais paraibanos”.

As inscrições vão até o dia 14 de agosto, através do site oficial da iniciativa (ocupacaousina.com.br). Até o final de agosto será divulgada a lista de contemplados. Todas as informações sobre o edital, como prazos, condições de inscrição, critérios de seleção, além das dicas de como se inscrever, estão disponibilizadas no mesmo site.

A seleção será feita por uma comissão curatorial integrada por três especialistas mais um representante da Energisa, a quem caberá analisar e selecionar as propostas encaminhadas – via internet – pelos artistas interessados.

Cada exposição terá programação específica (palestras, debates, visita guiada etc.), realizada sob a orientação dos curadores e dos próprios artistas. Todas as atividades serão abertas ao público, com entrada gratuita.

“Entre outros objetivos, o edital propõe reflexões sobre a atual produção na Paraíba, sugerir novas diretrizes para uma política pública que discuta a arte contemporânea e incentive não só a participação das novas gerações de artistas e estudiosos da arte, mas o entrelaçamento entre a produção artística e a sociedade civil por meio de diversos e vários caminhos de atuação: conflitos e contradições entre arte e mercado; instituições, arte contemporânea e agentes do sistema da arte; linguagens artísticas da produção contemporânea; arte e tecnologia, mídia e comunicação; crítica de arte hoje; apropriações, hibridizações de suportes, esfacelamento das fronteiras entre os gêneros das artes; arte brasileira, arte local, arte internacional; arte e cidade”, explicou Dyógenes Chaves. “Sem dúvida, uma proposta como essa, que soma sua capacidade técnica e viabilidade de execução às condições museológicas e arquitetônicas do prédio da Usina Energisa, por certo vai trazer bons resultados, especialmente para as novas gerações de artistas visuais da cidade, do Estado da Paraíba”, finaliza o coordenador do projeto.

*Matéria publicada originalmente na edição impressa de 30 de junho de 2022.

Av. Chesf - Distrito Industrial, 451. João Pessoa - PB. CEP 58082-010
CNPJ 09.366.790/0001-06