Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Paraíba > Festas juninas: rede hoteleira registra 85% de ocupação para São João

Notícias

Festas juninas: rede hoteleira registra 85% de ocupação para São João

Índice é registrado em Campina Grande, principal destino turístico neste período

por publicado: 18/05/2022 09h16 última modificação: 18/05/2022 09h17
Foto: Divulgação/Destino Paraíba

Foto: Divulgação/Destino Paraíba

por Thadeu Rodrigues*

Os festejos de São João vão impulsionar a economia de diversos municípios por todo o estado. Campina Grande, que é o principal destino turístico do período, já tem uma ocupação hoteleira em torno de 85% para o próximo mês. A cadeia produtiva do turismo também vai beneficiar as cidades do entorno de polos do Brejo, Cariri e Sertão. Com a retomada das festas juninas, as agências de turismo e as de receptivo já estão fechando negócios.

Conforme a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, a promoção dos destinos turísticos vem ocorrendo desde fevereiro, com as operadoras de turismo e agências de viagens. “Nosso carro-chefe para o São João é Campina Grande, que está no calendário internacional da Embratur, mas estamos divulgando outros destinos, a exemplo de Bananeiras, Patos, Monteiro e Santa Luzia. Até mesmo João Pessoa se beneficia, já que muitos turistas se hospedam na Capital e fazem os passeios para os destinos juninos. A taxa de ocupação para junho já está em 60%, na Capital”.

Ruth conta que a ocupação média da rede hoteleira de Campina Grande está na faixa dos 85%. Contudo, no final de semana de São João, não há mais vagas. “A festa promove a geração de emprego e renda para as cidades vizinhas também, como Lagoa Seca e Queimadas. O mesmo ocorre no Brejo, com Bananeiras, Solânea e até mesmo Guarabira”. São beneficiados o comércio e o setor de alimentação.

Outro ponto que Ruth Avelino destaca são as hospedagens alternativas, por meio dos aplicativos, que também impulsionam a economia das cidades. “Para estes destinos, o período de São João é a alta estação deles. Assim como é o verão para João Pessoa. Nesta época, os preços estão um pouco majorados, sobretudo, neste contexto após fase crítica da pandemia da Covid-19, que prejudicou muito o setor turístico”, complementa a gestora.

Pacotes em alta

A consultora de viagem, Joane Vargas, afirma que as vendas de pacotes de viagem estão bem melhores do que no mesmo período do ano anterior. Ela estima um crescimento de 30%. “No ano passado, a maior parte dos contratos era com famílias que fechavam pacotes para pousadas. Agora, temos outro perfil, as pessoas estão buscando as festas, principalmente a de Campina Grande”.

O proprietário de uma empresa de receptivos de João Pessoa, Antônio Pedro, já está pronto para receber os visitantes que chegarão de estados como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, e do Distrito Federal. “Já estamos vendendo os pacotes de passeios para outras cidades do estado, principalmente para Campina Grande. Muita gente vai fazer o bate e volta, saindo daqui às 17h e voltando às 2h do dia seguinte”.

Antônio Pedro comenta que, enquanto os visitantes estiverem na Capital, poderão fazer os passeios de turismo de sol e mar. “Eles poderão ter a experiência de turismo em João Pessoa, com sua arte e gastronomia, bem como das outras cidades da Paraíba, provando das comidas típicas tradicionais de São João. Há opções para todos os gostos”.

*Matéria publicada originalmente na edição impressa de 18 de maio de 2022

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41